...

Túnel ferroviário galês abandonado será convertido na maior galeria de arte do mundo

por Taina Bueno

Um túnel ferroviário abandonado nos vales galeses pode ser convertido na maior galeria de arte digital do mundo, sob novos planos apresentados para a estrutura histórica.

A empresa de design global Scott Brownrigg elaborou a proposta que transformaria o túnel Rhondda de 132 anos.

O plano baseia-se em propostas anteriores para reaproveitar o túnel ferroviário de 3,1 quilômetros de comprimento como uma rota de ciclismo e caminhada.

Sob a nova proposta de Scott Brownrigg, a entrada oeste será transformada em um centro de visitantes com galerias de arte, café, espaço externo para performances e teatro digital.

Um novo hotel também seria construído nos arredores da vila de Blaencwm, na entrada leste do túnel. Os novos planos mantêm espaço dentro da estrutura para caminhadas e ciclismo.

O túnel foi inaugurado em 1890 e ligava os vales Rhondda e Afan, mas foi forçado a fechar em 1970 devido a preocupações de segurança depois que a mineração de carvão na área causou distorções estruturais.

Um hotel também seria construído na entrada leste, com nervuras de madeira construídas digitalmente que Scott Brownrigg disse “aludir ao movimento de um trem enquanto ele desaparece no túnel”.

O túnel também conterá uma torre de observação, de aproximadamente 40 metros de altura, saindo do topo de um poço de ventilação de 60 pés para fornecer aos visitantes vistas da paisagem circundante.

Projeto da nova estrutura: Galeria de Arte. Imagem de: Scott Brownrigg.

Fonte: New Civil Engineer.

Você pode se interessar por

Deixe uma resposta

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00