Universidade chinesa conclui instalação para testar produção de energia solar no espaço

por Canal da Engenharia
1k views

A Universidade Xidian, da China, finalizou o que chama de primeiro sistema de teste terrestre do mundo para gerar energia solar baseada no espaço (sigla SBSP, em inglês).

A estrutura de aço tem 75 metros de altura, e foi projetada para coletar energia solar e convertê-la em eletricidade de corrente contínua; a partir da corrente contínua gerada, há a conversão dela em micro-ondas para transmissão através de uma antena a uma distância de 55 metros.

O trabalho foi liderado pelo acadêmico Duan Baoyan, um dos principais especialistas chineses em SBSP. Duan é co-autor do sistema concentrador SSPS-OMEGA (Orb-Shape Membrane Energy Gathering Array) proposto para geração de eletricidade em órbita.

A nova instalação foi projetada para testar e verificar a tecnologia do sistema OMEGA.

Os testes fazem parte dos planos da China para construir uma usina de energia solar baseada no espaço (SBSP) em dois anos e estabelecer um satélite gerador de energia funcional no espaço até 2028.

O projeto básico de tal satélite consistiria em uma vasta gama de painéis solares que pode coletar energia do solar 24 horas por dia e depois transmiti-la utilizando micro-ondas para estações no solo.

O satélite SBSP é um componente importante dos planos da China para atingir suas metas de energia limpa.

A estrutura de 75 metros para testes, na Universidade de Xidian. Imagem de: Xidian University.
Coletores Solares da estrutura. Imagem de: Xidian University.

Fonte: Xidian.

Você pode se interessar por

Deixe uma resposta