...

Cientistas criam vidro sustentável para reduzir impacto ambiental

por Angela Santos

O vidro é uma parte essencial da vida cotidiana, desde copos até espelhos e óculos. No entanto, o uso generalizado de vidro não biodegradável levou a riscos ambientais.

Para resolver este problema, uma equipe de pesquisa liderada pelo Prof. YAN Xuehai, do Instituto de Engenharia de Processos (IPE) da Academia Chinesa de Ciências, criou uma família de vidro ecológico feito de aminoácidos ou peptídeos derivados biologicamente.

O vidro proposto é biodegradável e bioreciclável, tornando-se um avanço significativo no campo da fabricação de vidro.

O uso de vidro tradicional, como o vidro inorgânico comercial e o vidro orgânico de poli(metacrilato de metila) (PMMA), representa um problema ambiental significativo porque não é biodegradável nem bioreciclável, de acordo com a equipe de pesquisa.

Vidro biodegradável e bioreciclável

O vidro é biodegradável e bioreciclável, e, ainda, tem uma pegada ambiental mínima.

No entanto, a criação de vidro ecológico a partir de fontes biológicas apresenta um desafio devido à baixa estabilidade térmica das biomoléculas, que tendem a se decompor rapidamente em altas temperaturas usadas na fabricação do vidro.

Para superar esse problema, os pesquisadores usaram aminoácidos e peptídeos (blocos químicos que formam as proteínas) quimicamente modificados para criar vidro biomolecular com características de biodegradabilidade e bioreciclabilidade por meio do processo de “aquecimento-têmpera”.

Os pesquisadores avaliaram também a capacidade de formação de vidro do material, os parâmetros cinéticos e termodinâmicos relacionados à transição vítrea e o desempenho in vitro e in vivo.

As unidades estruturais são derivados de aminoácidos moleculares ou peptídeos usados para preparar um líquido super-resfriado por meio de um processo de fusão em alta temperatura e depois transformado em um vidro por um procedimento de têmpera. Esses vidros tinham excelentes características ópticas, processabilidade flexível, bem como biodegradabilidade e bioreciclabilidade. Imagem de: XING e colaboradores, 2023.

Os resultados mostraram que o vidro biomolecular à base de aminoácidos ou peptídeos possui excelentes características ópticas, boas propriedades mecânicas e processabilidade flexível, bem como biodegradabilidade e bioreciclabilidade desejadas.

O Prof. YAN enfatizou o potencial do vidro biomolecular como uma tecnologia de vida verde para um futuro sustentável, mas também observou que ainda está em estágio de laboratório e não está pronto para comercialização em larga escala.

“O conceito de vidro biomolecular, além dos vidros ou plásticos usados comercialmente, pode ser a base de uma tecnologia de vida verde para um futuro sustentável”, disse o Prof. YAN em comunicado à imprensa.

“No entanto, o vidro biomolecular está atualmente em fase de laboratório e longe da comercialização em larga escala.”

O desenvolvimento de vidro biodegradável e bioreciclável a partir de aminoácidos ou peptídeos derivados biologicamente pode revolucionar a indústria de fabricação de vidro e ter um impacto significativo no meio ambiente.

Com mais pesquisa e desenvolvimento, o vidro biomolecular pode se tornar uma alternativa sustentável ao vidro tradicional não biodegradável. As descobertas da equipe de pesquisa foram publicadas na revista científica Science Advances.

Fonte: Tech Times.

Imagem de capa de Suzy por Pixabay.

Você pode se interessar por

Deixe uma resposta

-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00